Campanha “UM LAÇO, UM ABRAÇO”

O suicídio é um fenômeno complexo, cheio de estigmas e tabus, é um problema sério e real e muitas vezes nos tornamos omissos frente a ele. Segundo a Organização Mundial da Saúde, em média 800 mil pessoas em todo o mundo cometem suicídio por ano, sendo a segunda maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos de idade. A cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no mundo. Estes números estão bem abaixo de indicadores de tentativas de suicídio.

O jogo “O outro é parte de mim”, busca trazer conhecimento sobre o tema: suicídio, explanando de forma objetiva e lúdica alguns pontos relevantes da temática e sensibilizando os participantes a terem comportamentos mais empáticos diante de pessoas que apresentam sinais.

Para participar desta ação e disseminar ainda mais informações sobre o assunto gerando sensibilização em outras pessoas, basta entrar em contato com a G10 Concreto que verificaremos um horário e iremos até seu grupo.

O jogo pode ser aplicado considerando as informações abaixo:

  • Locais indicados: Instituições privadas ou públicas, Instituições de ensino, Igrejas e outros;
  • Público: Homens e Mulheres com mais de 15 anos, alfabetizados;
  • Quantidade: Grupos de no mínimo 10 a no máximo 15 pessoas;
  • Duração da atividade de em média 1 hora e meia.

*Não há qualquer custo com a aplicação, podendo a instituição ficar com uma amostra do jogo para reprodução da ação com outros grupos. A doação dos jogos nos locais visitados respeitará a disponibilidade em estoque.

OBJETIVO DO JOGO

  1. Estimular a empatia para que as pessoas consigam “perceber” familiares e/ou amigos que se encontram em situações de tristeza profunda e vulnerabilidade frente ao suicídio;
  2. Sensibilizar as pessoas a compreenderem o real aspecto deste problema, não sendo ele “drama” ou “simulação”.
  3. Divulgar canais de estimulo a vida, que possam dar respaldo as pessoas nessa situação.

Venha com a gente, vamos criar um laço e espalhar essa causa por ai! Um laço, um abraço!

É preciso empatia para ouvir algo muitas vezes silenciado.

Empresa Cidadã – Associação Brasileira de The Rotary Foundation

No dia 07/12/2018, a G10 Concreto recebeu o Selo Digital de Empresa Cidadã do Programa Empresa Cidadã da Associação Brasileira da The Rotary Foundation (ABTRF) através do Rotary Club de Tupã Vanuíre. Este Programa de Empresa Cidadã é um programa de parceria onde a ABTRF desenvolve projetos ligados as áreas sociais, humanitárias e ambientais da Fundação Rotária em todo o mundo e tem como objetivo colaborar com projetos como: apoio à educação, combate a doenças, água limpa e saneamento, saúde de mães e filhos, desenvolvimento econômico e etc.

A G10 Concreto tem como slogan “Concretizar seus Sonhos” e acredita que contribuir com o Programa de Empresa Cidadã da ABTRF transformará a vida de muitas pessoas, sabemos que semeamos com estas ações um pouquinho de esperança e força para quem precisa. Junto com o Rotary somamos uma equipe que floresce em projetos que dão oportunidades de transformações reais na vida de várias pessoas de uma forma que muitas vezes individualmente não conseguiríamos agir, por isso é tão importante a união.

Valorizar a vida é ir além de si, é por isso que a G10 Concreto busca em seus valores a concretização de sua história e performance.

Sustentabilidade, Ética, Respeito, União e Inovação, são estes os pilares que movem a G10 Concreto, devido a eles que é tão importante esta parceria e por ter certeza que esta ação envolve todos os valores e irá frutificar de inúmeras formas em projetos que acreditamos transformar a vida em nossas comunidades.

Concreto usinado ou concreto manual?

Quando vamos construir ou reformar, logo surge a dúvida: devo apostar no concreto usinado ou preparar a mistura no canteiro de obras?

Enquanto algumas pessoas defendem que ambos cumprem seu papel, outras acreditam que não é possível substituir o concreto usinado em termos de qualidade. Para ajudar na sua escolha, separamos alguns itens que devem ser previamente analisados.

  • Confia na experiência do pedreiro para preparação do concreto virado em obra?

Apesar de ambos serem resultado da mistura de água, cimento, pedra, areia, o concreto usinado tem como diferencial os aditivos e adições em sua mistura e tem como principal, o uso de cada elemento nas quantidade corretas,  através de ensaios realizados por profissionais (Engenheiros e Técnicos), todos de acordo com as normas, o que pode ser praticamente impossível ser realizado no canteiro de obra. Essas quantidades são extremamente importantes para garantir a resistência e durabilidade do produto final.

  • Está com pressa para finalizar a obra?

Enquanto o concreto usinado chega pronto para utilização, o concreto manual demanda mão de obra, equipamentos para preparação, que podem acabar tornando o produto mais caro, também demandam de espaço para armazenagem e tempo de produção. Por isso, mesmo sendo considerado financeiramente “mais em conta”, o concreto manual possui contrapontos que merecem atenção se você deseja agilidade e qualidade.

  • Custo!

O concreto virado em obra, tende a ser mais barato e se bem feito, pode servir perfeitamente para sua necessidade. Mas se ainda está com dúvidas e compreendeu todos os benefícios do concreto usinado, faça um orçamento com a G10 para entender mais sobre a viabilidade deste produto na sua obra. Talvez, seja interessante para você ganhar agilidade. Afinal, tempo também é dinheiro.

Dica G10: Quando for receber o concreto usinado, prepare o local, ou seja, oriente o pedreiro para fazer as marcações e deixar as estruturas feitas de barras de aço armadas e limpas. Com essas medidas, há melhor aproveitamento do material!

Concreto Permeável

O concreto permeável possui um elevado índice de vazios, possibilitando a permeabilidade das águas de precipitações sem destinarem-se as galerias das cidades que em sua maioria estão saturadas, evitando enchentes e reabastecendo os lençóis freáticos. Pode ser usado em locais de menor solicitação de cargas pesadas, como estacionamentos, ciclovias, vias de passeio, asfalto, entre outros.

Nos dias atuais, a busca por novas tecnologias vem sendo cada vez mais almejada na construção civil. Um dos materiais mais utilizados nesse segmento é o concreto convencional, que por característica não é totalmente permeável, ocasionando impactos voltados ao meio ambiente, como a saturação das galerias pluviais, assim provocando alagamentos e não possibilitando o retorno dessas águas para os lençóis freáticos.
O concreto permeável se tornou uma opção inteligente e regulamentada (ABNT 16416:2015) para absorver a água de forma econômica, sustentável e inteligente, assim minimizando os problemas em grandes metrópoles.

Como funciona

O concreto permeável permite que a água das chuvas passe através dele e seja armazenada nas camadas inferiores do solo, até ser conduzida ao lençol freático ou então podendo ser estocada, para fins de reuso, através de um sistema de drenagem. Sem perder espaço de pavimentação, tem-se uma área pronta para absorver precipitações, evitando enchentes e realimentando o aquífero subterrâneo.

Locais para aplicação

O pavimento permeável não é resistente ao tráfego pesado e repetitivo dos veículos. Desta forma, deve ser utilizá-lo, por exemplo, em áreas de estacionamento, parque, jardins, via para pedestres, campo de futebol (abaixo da grama para drenagem), etc.

Desvantagens

Não tem função estrutural;
É mais caro comparado ao concreto convencional;
Necessita de uma preparação do local onde vai ser aplicado, assim aumentando a mão de obra;
Enquanto o concreto tradicional possui propriedades que o enrijecem com o passar dos tempos, tornando-o mais resistente, o concreto permeável acaba por granular e cria vazios em seus espaços. Por isso, o concreto permeável não substitui o concreto convencional em qualquer tipo de obra, visto que cada um tem seus benefícios e utilidades. Por isso, conhecer os materiais é essencial para melhor aplicá-los.

Concreto Pigmentado

Concreto Pigmentado

Quem nunca passou pela situação pintar uma área que não é tão utilizada (calçada, por exemplo) e em pouco tempo viu essa pintura se desgastar e ficar com aspecto de velha, obrigando assim, o dono a realizar uma manutenção periódica nesse local para manter a cor? É uma situação bastante comum e dispendiosa, mas o que a maioria das pessoas não sabe é que, existem no mercado, concretos já pigmentados de várias cores. Eles se mostram como uma solução para esses problemas de desgaste de pintura e ao mesmo tempo uma fuga do cinza padrão do concreto.

As principais vantagens da utilização do concreto já pigmentado (colorido) são:

  • A substituição de mão de obra para pintar a peça;
  • A durabilidade da coloração;
  • É de grande beleza estética;
  • Não tem necessidade de revestimentos, diminuindo a manutenção;
  • Reduz o tempo de obra;
  • A coloração não se desgasta com as intempéries (chuvas, ventos e ação solar);
  • O concreto ganha cor sem perder suas propriedades essenciais;
  • Auxilia na visualização (de pistas, ciclovias, lombadas, etc);
  • Tem várias opções de cores disponíveis.

A coloração do concreto é obtida através da adição de óxidos em sua mistura, no caso o óxido de ferro permite as cores amarelo, vermelho, preto e suas derivações (marrons), já o óxido de cromo cria o efeito de cor verde, a partir dessas cores primarias é possível desenvolver uma série de outras tonalidades.

Como o pigmento é uma adição que se acrescenta na mistura do concreto, é preciso manter um controle rígido sobre esse processo para que ele não altere a qualidade final do produto. Sua proporção deve ser de 1% ate 7% (nunca ultrapassando esse limite) em relação ao peso do cimento utilizado. A quantidade de agua, após ser definida, deve ser mantida rigorosamente para que se mantenha a mesma tonalidade na cor do concreto depois de pronto.

Após a aplicação do concreto pigmentado, é necessário realizar o processo de cura do concreto por 7 dias, que é o tempo que o concreto atinge entre 68% e 82% de sua resistência total (ABNT NBR 6118:2014, item 12.3.3). Após esse processo, pode ser aplicado um acabamento em verniz incolor ou acrílico, que serve como proteção mecânica da coloração do concreto.

Uma dica é a utilização do concreto pigmentado na confecção de telhas, assim evitar pinturas recorrentes, além disso, seu uso é ilimitado, estando presentes em fachadas, pontes, pisos, ciclovias, calçadas e marcações de áreas especificas.

Pensando em tudo isso, a G10 CONCRETO oferece todas as variedades de cores para concretos pigmentados, isso é uma opção para você que deseja o melhor resultado para sua obra.

Slump Test

Slump Test

O Slump Test é um método de análise da consistência do concreto, também conhecido como “ensaio de abatimento de concreto”, que mede a consistência do concreto a ser utilizado em sua obra.

Um dos principais fatores de trabalhabilidade do concreto é a consistência, pois ela possui características inerentes ao concreto, relacionando-se com a coesão dos componentes e mobilidade.

Para realizá-lo o Slump Teste deve-se colocar uma massa de concreto dentro de uma forma tronco-cônica, em três camadas igualmente adensadas, cada uma com 25 golpes em espiral (caracol) de fora para dentro da forma, depois de assentar cada camada, você deve retirar o molde lentamente, levantando-o verticalmente e medir a diferença entre a altura do molde e a altura da massa de concreto depois de assentada.

O Slump Test indica parte da trabalhabilidade, entretanto, ela não está relacionada somente a consistência do concreto, dependendo também dos métodos adotados para transporte, lançamento e adensamento do concreto e das características da obra, ou seja, é necessário que o engenheiro ou arquiteto da obra possa indicar o Slump necessário para sua construção.

Ao realizar a compra do concreto usinado converse com a equipe responsável pela sua obra (engenheiro, arquiteto e/ou encarregado) para saber qual Slump deve ser utilizado, caso tenha dúvidas entre em contato com a equipe da G10 Concreto que está apta para auxiliá-lo.

Dica importante: Não é aconselhado adicionar mais água no concreto para “aumentar o Slump”, pois irá alterar as características do concreto e podendo diminuir sua resistência, na G10 Concreto a relação de água e cimento é estabelecido por profissionais especializados, tornando o nosso concreto usinado com excelente qualidade e com o Slump adequado para sua obra.

Sustentabilidade na Construção Civil – Gestão de Resíduos

Sustentabilidade na Construção Civil – Gestão de Resíduos

A geração de resíduos é um dos principais problemas do setor da construção. Segundo o Ministério das Cidades, no Brasil, os resíduos da construção civil são responsáveis por mais da metade do volume de resíduos sólidos gerados em meio urbano.

Os resíduos gerados pela construção civil são prejudiciais tanto para as empresas geradoras como ao meio ambiente. Para as empresas causam um desconforto por muitas vezes não ter um local adequado para destinar os resíduos e pelo desperdício de materiais que poderiam ser utilizados em outro processo; já para o meio ambiente, os resíduos gerados contaminam o solo e o lençol freático por ter uma composição química inadequada, e muitas vezes esses resíduos viram entulhos que prejudicam o tráfego e a drenagem urbana favorecendo a multiplicação de vetores patogênicos: ratos, baratas, moscas, vermes, bactérias, fungos e vírus.

Se por um lado a indústria de construção civil tem como desvantagem produzir resíduos em quase todos os seus processos; por outro, tem como vantagem a capacidade de reutilizar quase que totalmente os resíduos que produz.

Hoje existem muitos estudos referente a reutilização de resíduo na construção civil, o que favorece as empresas e o meio ambiente pois não há desperdício de agregados, diminuindo o processo de extração dos agregados e, minimizando os impactos ambientais gerados pela construção civil.

A G10 concreto é uma empresa que realiza o gerenciamento de seus resíduos, praticando a sustentabilidade e pensando no bem-estar social e ambiental. Atualmente é realizada a coleta seletiva, onde é separado o resíduo orgânico do reciclável; os resíduos contaminados com óleos e graxas são destinados para uma empresa autorizada e certificada para realizar a coleta; reutiliza a água utilizada para lavagem dos caminhões betoneiras e; recicla os agregados (britas) gerados com a sobra de concreto através da lavagem do balão betoneira em um equipamento separador.

Existem várias ações para se trabalhar lidando com os conceitos de sustentabilidade, mas, com estudo e planejamento é possível estabelecer ações que se adequem melhor aos processos e não prejudiquem as empresas e o meio ambiente.

Fatores que influenciam na valorização do imóvel

Fatores que influenciam na valorização do imóvel

Na hora de construir ou adquirir um novo imóvel algo deve ser levado em conta como principal fator de negócio, a valorização que o imóvel tem ou terá no futuro. Para que se possa fazer uma correta avaliação desse fator, elencamos alguns elementos que influenciam na valorização de um imóvel, sendo eles:

Características do imóvel

Aqui você deverá ficar a tento às características do imóvel que pretende comprar ou construir, observando se a documentação dele está em atualizada, se o imóvel está em bom estado de conservação, se há a possibilidade de reforma caso seja necessário, se a estrutura da obra é bem feita, se o tamanho é adequado para o que você deseja e para os interesses de outros, enfim, deve-se pensar no imóvel como algo que será usado por você, mas que também deve agradar a possíveis compradores.


Localização

Se estiver tudo certo com o imóvel, então você deverá ficar atento à localização dele, desde as preocupações básicas como o fato do imóvel estar ou não em uma área de risco, até as mais sutis como se ele está localizado em uma vizinhança tranquila, próximo de mercados, hospitais, escolas, academia e outros também irão contribuir para a valorização ou desvalorização.


Segurança

A região que se encontra seu imóvel é muito avaliada no quesito segurança, podendo ser prioritário ou não a locação/venda do mesmo dependendo de onde ele localiza-se.


Acessibilidade

Por melhor que seja o imóvel se for difícil chegar até ele, certamente ele não será muito valorizado, é preciso levar em conta também se o trânsito ao entorno é tranquilo e se há acesso a transporte público nas proximidades, todos esses são pontos que contam para a valorização.


Tecnologia

Qual a possibilidade de ter acesso à tecnologia no seu novo imóvel, se a resposta for baixa ou nenhuma, saiba que ele será um imóvel não valorizado, hoje em dia o acesso a internet, rede de celular, TV por assinatura e outros, são requisitos básicos para um imóvel se tornar habitável.


Lazer

Outro ponto importante é o acesso a lazer, para ser mais valorizado seu imóvel deve estar localizado em um local com possibilidades de lazer ou de fácil acesso a eles.


Face para o sol 

Por último, mas não menos importante, na hora de comprar ou construir, fique atento à relação que sua obra terá com o sol, é muito importante que os ambientes fiquem sempre arejados, evitando umidade que pode prejudicar toda a estrutura do imóvel, sendo assim, é preciso ficar atento se ele receberá a quantidade adequada de sol.

Com essas dicas é possível construir ou adquirir um imóvel que representará um bom negócio para você no futuro.

Resultados positivos da Sustentabilidade

Resultados positivos da sustentabilidade

Atualmente as empresas são muito cobradas para fazerem uma gestão sustentável de sua produção e prestação de serviços, já é quase uma exigência para manter-se forte no mercado atual, porém em alguns casos não está muito claro quais são as vantagens para a própria empresa ao adotar essa política sustentável, os benefícios para a sociedade e meio ambiente são inegáveis, mas qual é o resultado positivo diretamente ligado à empresa?

Economia

Primeiramente é preciso ter em mente que uma gestão sustentável, se bem aplicada em uma empresa irá produzir economia nos seus mais variados setores, desde a troca do copo descartável por canecas permanentes, até o correto descarte dos resíduos ou o reaproveitamento desses, ou seja, a sustentabilidade sempre será sinônima de economia, mesmo que a longo prazo, sendo assim é algo positivo e desejável para as empresas.

Permanência

A ideia principal da sustentabilidade é desenvolver ações que possam ser mantidas por um longo período de tempo, ou seja, ações que não esgotem recursos, que possam ser realizadas por gerações sem prejuízo para o meio ambiente ou para a sociedade, essa também é a meta de todas as empresas, que suas ações possam durar por gerações, sendo assim a associação de ideias é bem vinda.

Avaliação

A BM&FBOVESPA criou em 2005 um índice, o ISE (índice de Sustentabilidade Empresarial) que é uma ferramenta de análise comparativa de desempenho de empresas listadas na Bolsa sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, ou seja, já é possível avaliar os pontos positivos da sustentabilidade em critérios quantitativos e qualitativos e essa ação não é algo nacional é um caminho internacional de avaliação de empresas no quesito sustentabilidade, prova disso é o Dow Jones Sustainability Index e o FTSE for Good.

Sendo assim, as ações em busca da sustentabilidade e dos pontos positivos que ela traz são muitas e para ajudar nisso, deixamos aqui quatro verbos que devem ser sempre utilizados: Repensar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

Repensar

É preciso sempre pensar nos processos e analisar como podem ser dinamizados para que haja economia e menos desperdício.

Reduzir

Com a correta utilização do primeiro verbo será possível reduzir recursos naturais, custos e economizar em todos os sentidos.

Reutilizar

Desenvolver uma política consciente do uso dos recursos disponíveis, nem tudo que já foi utilizado precisa necessariamente ser descartado, por fim:

Reciclar

É preciso mudar o conceito de lixo, criar a consciência de que o planeta é limitado e que deve ser preservado.

A G10 Concreto atua no setor da construção civil buscando sempre desenvolver políticas que promovam a sustentabilidade, na certeza de que os resultados sempre serão positivos.

Concretos especiais!

Concretos especiais!

Ao contrário do que muitos pensam, existem diferentes tipos de concreto, em relação à sua composição, pois ele é formulado, pensando no resultado final que se busca obter com ele.

Basicamente o que mais altera seu resultado final é o tipo de agregados que se utiliza em sua produção, Os agregados devem ser compostos por grãos de minerais duros, compactos, estáveis, duráveis e limpos, e não devem conter substâncias de natureza e em quantidade que possam afetar a hidratação e o endurecimento do cimento, a proteção da armadura contra a corrosão, a durabilidade ou, quando for requerido, o aspecto visual externo do concreto de acordo com a NBR 7211 (ABNT, 2005).

O agregado mais comum é a pedra britada, mas existem vários, podemos dividi-los em leves (argila expandida, pedra-pomes, vermiculita), normais (aqui se encaixa as pedras britadas, areias, seixos) e pesados (hematita, magnetita, barita).

Cada um deles ajuda na produção de um tipo diferente de concreto, o concreto produzido com argila expandida, por exemplo, é mais leve, pois diminui a massa específica do concreto, então, quando se deseja um conjunto de obra com peso reduzido, essa é a melhor escolha para agregado em seu concreto, além disso, esse tipo de agregado reduz os custos com a fundação de sua obra.

Já o seixo ralado, por exemplo, pode ser utilizado na produção do concreto sem maiores tratamentos além da lavagem e seleção, além disso, ele é encontrado e extraído de maneira descomplicada do fundo dos rios, esse tipo de agregado é comumente utilizado nas regiões norte e nordeste do Brasil, o ponto negativo de sua utilização é em relação a aderência dele com a matriz do concreto, porém já há estudos para solucionarem isso, a técnica de dopagem é um dos caminhos.

Ao contrário da argila, quando se deseja aumentar a densidade específica do concreto, então, deve-se utilizar um agregado pesado como a hematita, por exemplo, o concreto de alta densidade é capaz de substituir painéis de chumbo em locais onde se trabalha com aparelhos que emitem radiação.

Dessa maneira fica claro que é possível trabalhar as características do concreto, manipulando seus agregados de forma que o resultado seja favorável às características de cada obra, o concreto é o material básico da construção civil e assim como há uma gama bastante grande de necessidades nesse ramo, o concreto também pode sofrer igualmente variações e adequações.