Fatores que influenciam na valorização do imóvel

Fatores que influenciam na valorização do imóvel

Na hora de construir ou adquirir um novo imóvel algo deve ser levado em conta como principal fator de negócio, a valorização que o imóvel tem ou terá no futuro. Para que se possa fazer uma correta avaliação desse fator, elencamos alguns elementos que influenciam na valorização de um imóvel, sendo eles:

Características do imóvel

Aqui você deverá ficar a tento às características do imóvel que pretende comprar ou construir, observando se a documentação dele está em atualizada, se o imóvel está em bom estado de conservação, se há a possibilidade de reforma caso seja necessário, se a estrutura da obra é bem feita, se o tamanho é adequado para o que você deseja e para os interesses de outros, enfim, deve-se pensar no imóvel como algo que será usado por você, mas que também deve agradar a possíveis compradores.


Localização

Se estiver tudo certo com o imóvel, então você deverá ficar atento à localização dele, desde as preocupações básicas como o fato do imóvel estar ou não em uma área de risco, até as mais sutis como se ele está localizado em uma vizinhança tranquila, próximo de mercados, hospitais, escolas, academia e outros também irão contribuir para a valorização ou desvalorização.


Segurança

A região que se encontra seu imóvel é muito avaliada no quesito segurança, podendo ser prioritário ou não a locação/venda do mesmo dependendo de onde ele localiza-se.


Acessibilidade

Por melhor que seja o imóvel se for difícil chegar até ele, certamente ele não será muito valorizado, é preciso levar em conta também se o trânsito ao entorno é tranquilo e se há acesso a transporte público nas proximidades, todos esses são pontos que contam para a valorização.


Tecnologia

Qual a possibilidade de ter acesso à tecnologia no seu novo imóvel, se a resposta for baixa ou nenhuma, saiba que ele será um imóvel não valorizado, hoje em dia o acesso a internet, rede de celular, TV por assinatura e outros, são requisitos básicos para um imóvel se tornar habitável.


Lazer

Outro ponto importante é o acesso a lazer, para ser mais valorizado seu imóvel deve estar localizado em um local com possibilidades de lazer ou de fácil acesso a eles.


Face para o sol 

Por último, mas não menos importante, na hora de comprar ou construir, fique atento à relação que sua obra terá com o sol, é muito importante que os ambientes fiquem sempre arejados, evitando umidade que pode prejudicar toda a estrutura do imóvel, sendo assim, é preciso ficar atento se ele receberá a quantidade adequada de sol.

Com essas dicas é possível construir ou adquirir um imóvel que representará um bom negócio para você no futuro.

Investimentos em imóveis Comerciais

Investimentos em imóveis Comerciais

O mercado de imóveis para locação sempre se mostrou como um investimento vantajoso e após a crise estabelecida no ano de 2015 que desacelerou o setor da construção esse setor tem se mostrado ainda mais vantajoso.

Já que o número de imóveis colocados à venda é bem maior que o número de pessoas que estão comprando, os valores estão mais coerentes, aumentando a lucratividade do investimento.

A dúvida que surge é, qual é mais vantajoso, comprar um imóvel residencial ou comercial?

Bem, imóveis comerciais possuem algumas vantagens em relação aos imóveis residenciais, vejamos:

O tempo de contrato de locação de um imóvel comercial é bem maior do que o do residencial, há casos de contratos de locação feitos para 20 anos, isso jamais seria feito em um imóvel residencial, dessa maneira o retorno do capital investido é mais garantido, pois não haverá tantos períodos em que o imóvel ficará desocupado.

O valor do aluguel também é outra diferença significativa, na qual o imóvel comercial também leva vantagem, pois os valores para locação comercial são sempre superiores aos demais, a diferença girando em torno de 0,2%.

Geralmente a negociação com pessoa jurídica é mais facilitada do aquela feita com pessoa física, caso seu imóvel possua uma boa localização comercial as empresas certamente estarão dispostas a preencher todas as exigências contratuais de maneira rápida e também pagar um pouco mais pelo aluguel.

Isso nos leva a um ponto a ser considerado antes da aquisição do imóvel, por se tratar de um imóvel destinado a locação comercial você deve estar atento aos detalhes que valorizarão o imóvel como tal, a localização, estacionamento, facilidade de acesso, tudo isso deve ser pensado antes da compra.

Por fim há o fato da conservação do imóvel, a empresa certamente tomará providências para que o imóvel esteja sempre em bom estado de conservação, algo que não é garantido na locação residencial. Então caso você tenha dúvidas na hora de escolher qual tipo de imóvel adquirir ou construir, leve essas dicas em consideração para fazer um bom investimento.

Imóveis que podem ser comprados na planta e como desistir da compra, caso necessário

Imóveis que podem ser comprados na planta e como desistir da compra, caso necessário

Anteriormente publicamos um texto sobre as vantagens de se adquirir um imóvel na planta e quais estratégias adotar para não ocorrer ou minimizar prejuízos quando ocorrer a entrega do imóvel. Agora daremos continuidade ao assunto.

Quais imóveis podem ser comprados na planta?

Basicamente todos os tipos.

A grande maioria dos imóveis adquiridos nessa modalidade são residenciais, muitos deles terão um único dono, porém, existem muitos outros tipos de empreendimentos que oferecem essa possibilidade, como: salas comerciais, por exemplo, e assim como no caso dos residenciais a obra só se inicia após certo número de vendas.

Distrato de imóveis

Comprar um imóvel na planta pode ser um negócio com muito potencial lucrativo, desde que sejam tomadas precauções necessárias.

Mas, e quando todos esses cuidados acabam não dando certo, ou quando o comprador resolve desistir da compra? O que fazer?

O ato de desistência é chamado de distrato de imóveis e que mesmo estando em débito com a construtora é possível desistir da compra, porém é preciso ter clareza nisso, pois o dinheiro gasto não será devolvido em sua integralidade, no entanto, a construtora também não poderá reter todo o valor e caso a desistência seja por atraso na entrega do imóvel, algo que não é raro ocorrer, a devolução do valor investido deve ser integral.

O distrato, só pode ser realizado antes da entrega das chaves do imóvel e o valor devolvido pela construtora, caso o interesse no distrato seja puramente do comprador, deve ser de 75% do valor pago, mas é preciso ficar atento às clausulas do contrato, na hora de firmá-lo, principalmente no que se refere a rescisão dele e todas as taxas que podem ser cobrados em razão disso.

Por fim, cabe deixar claro que o distrato é um direito do comprador e não uma oferta da construtora, ou seja, caso ele seja solicitado, deverá ser atendido. Caso o valor a ser devolvido, ou o prazo para isso se mostrem abusivos o interessado poderá acionar a justiça para ter esse direito respeitado.

Três passos para assegurar seu investimento na construção civil

Três passos para assegurar seu investimento na construção civil

Mesmo em situação de crise o mercado da construção vem passando por um bom momento, isso significa que investir nesse ramo pode ser um bom negócio.

Como em todo negócio um dos pontos a se considerar é o lucro em relação ao que foi investido. Mas se após a construção finalizada o tempo para execução da venda for muito extenso, talvez outros investimentos sejam mais compensatórios.

Porém se você quer se lançar nesse tipo de investimento, veja três estratégicas que separamos para você assegurar seu lucro após o investimento.

Escolha um bom terreno

Nesse momento não pense somente na localização privilegiada do terreno. Existem um série de fatores que contribuem para valorizar ainda mais o seu investimento, são eles: topografia, tipo de solo, zoneamento e limitações, infra estrutura da região e até a posição em relação ao sol.

Evite desperdícios ao máximo

Quando falamos em desperdícios não estamos nos referindo somente ao material utilizado em sua obra, o fator tempo também é um poderoso medidor do sucesso do seu empreendimento. Tendo em mente a ideia que “Tempo é Dinheiro”, procure formas de otimizá-lo, a G10 Concreto fornece o concreto usinado que além da qualidade tem como umas das principais característica a economia de material, pois será entregue a quantidade ideal para cada etapa da sua construção, além de tempo na aplicação. A G10 Concreto oferece também serviços de bombeamento que fará toda diferença no seu projeto. Outra ideia para economizar tempo é informar a equipe sobre o que deve ser feito e quanto tempo será necessário para cada etapa da construção, para isso, tenha sempre o controle dos cronogramas e prazos bem definidos.

Divulgue seu empreendimento

Após o término da obra é hora de utilizar as ferramentas disponíveis para divulgar que seu negócio está à venda. Procure alguma imobiliária da sua cidade, geralmente elas possuem alguma página na internet que podem ajudar na divulgação do seu novo imóvel. Mas não se prenda a isso para que seu imóvel fique conhecido, o boca a boca ainda é uma ferramenta muito poderosa, utilize-o também.

Esses passos são básicos e serão aplicados sempre que um novo empreendimento for iniciado. Com o tempo e experiência adquirida essas análises irão se tornar básicas e outras mais complexas farão parte do seu projeto podendo otimizar ainda mais seu investimento.

Vai comprar imóvel na planta? Não perca 6 dicas essenciais.

Vai comprar imóvel na planta? Não perca 6 dicas essenciais

Comprar um imóvel na planta tem se mostrado uma boa opção boa opção para quem quer ter a casa própria. E uma das vantagens é que o valor do imóvel nessa modalidade é cerca de 20% a 30% mais barato, o que o torna muito atrativo, porém como qualquer outro negócio, este também tem seus riscos. E pensando nisso preparamos 4 dicas essenciais que poderão ajudar a minimizar esses riscos.

Defina qual o tipo de compra.

Você deve definir se esse tipo de compra atende as suas necessidades, pois se trata de uma compra de longo prazo, se você tem necessidade de um imóvel em curto prazo, essa não será uma boa opção.

Faça pesquisas sobre a construtora

Se a compra em longo prazo for possível para você, então o próximo passo é pesquisar sobre a construtora, pesquisando na internet você pode facilmente descobrir as informações que precisa, no site da ITC(Inteligência Empresarial da Construção) você encontra o ranking das maiores construtoras do país.

Verifique as documentações

Fique atento à documentação, peça uma cópia do Memorial de Incorporação da Obra, caso seja negado ou aleguem que ele ainda não existe, fuja, pois é crime iniciar uma obra sem este documento.

Guarde qualquer documento relacionado a construtora

Para sua proteção guarde toda a documentação que envolva a compra, desde um simples folder até os contratos assinados, para o caso de ter problemas no futuro.

Faça o registro do documento

Assim que possível faça o registro o documento de compra e venda em cartório, além de lhe dar segurança do ato de compra esse registro impede que a construtora faça alterações na construção sem lhe consultar antes.

Pesquise a política de juros

Fique sempre atento a política de juros adotada, em alguns casos não há cobrança de juros até a entrega das chaves, porém após isso eles são cobrados abusivamente ou até retroativamente, é preciso ficar sempre atento às entrelinhas.

Se você seguir essas dicas você poderá evitar maiores precauções que causam prejuízo e dor de cabeça no futuro!

Todos esses passos podem ajudá-lo a não cair em uma armadilha. E se estiver confiante com a construtora e demais prestadores do serviço, faça uma visita à obra para ter uma boa ideia de como será o local de sua futura casa.

Quais os custos e despesas diretas e indiretas de uma construção?

Quais os custos e despesas diretas e indiretas de uma construção?

Quando pensamos em iniciar uma construção, seja de grande ou de pequeno porte uma das dificuldades que a maioria das pessoas enfrentam é mensurar o custo total desse empreendimento, por isso é tão comum encontrarmos obras inacabadas e muitos construtores queixosos porque sua obra ou reforma não acaba nunca e já está muito mais cara do que o planejado.

Para estipular um valor a ser gasto que corresponderá à realidade encontrada ao final da obra deve-se conhecer bem os tipos de despesas que se terá.

O primeiro passo a ser dado é fazer um orçamento, com ele você saberá quais os custos que a obra terá, existem dois tipos de custos: os diretos e os indiretos, sendo:

Custos Diretos

Consistem nos custos relacionados aos serviços diretamente relacionados à obra, isto é, são custos obtidos pela soma de gastos com produtos e serviços utilizados diretamente na construção, por exemplo: escavações, concreto, armação, elevadores, quadros elétricos, cujos consumos são contabilizados com maior facilidade na unidade de medição e de pagamento dos serviços.

Custos Indiretos

Os custos indiretos são aqueles decorrentes de atividades e serviços que não estão diretamente relacionados com a obra, mas que contribuem indiretamente para a execução dos serviços utilizados nela. Por exemplo, o engenheiro residente, o gerador provisório de energia elétrica, o refeitório e o alojamento estão relacionados indiretamente com todos os serviços.

Impostos

São todas as taxas e tributos que se paga sobre todas as atividades relacionadas à execução da obra do início até o final.

Além disso, existe um cálculo, que no ramo da construção é chamado de BDI (Benefício e Despesas Indiretas), ele é uma margem usada para calcular o valor de venda de uma construção, porém ele pode ser utilizado para calcular o seu custo, ajudando assim na formulação de um orçamento mais real.

O BDI é a soma de todos os custos diretos e indiretos, juntamente com os impostos mais o lucro que se deseja obter com a venda da obra, para realizar seu cálculo é preciso ter todos os dados da obra em mãos, há uma série de manuais na internet instruindo como fazer esse cálculo.

Esses são os fatores principais a serem considerados no momento de elaborar um orçamento para sua obra, lembrando que cada obra deve ser avaliada individualmente. Dedicando tempo e esforço na hora da preparação do orçamento, será possível chegar ao fim da sua obra sem grandes surpresas.