Concreto Permeável

O concreto permeável possui um elevado índice de vazios, possibilitando a permeabilidade das águas de precipitações sem destinarem-se as galerias das cidades que em sua maioria estão saturadas, evitando enchentes e reabastecendo os lençóis freáticos. Pode ser usado em locais de menor solicitação de cargas pesadas, como estacionamentos, ciclovias, vias de passeio, asfalto, entre outros.

Nos dias atuais, a busca por novas tecnologias vem sendo cada vez mais almejada na construção civil. Um dos materiais mais utilizados nesse segmento é o concreto convencional, que por característica não é totalmente permeável, ocasionando impactos voltados ao meio ambiente, como a saturação das galerias pluviais, assim provocando alagamentos e não possibilitando o retorno dessas águas para os lençóis freáticos.
O concreto permeável se tornou uma opção inteligente e regulamentada (ABNT 16416:2015) para absorver a água de forma econômica, sustentável e inteligente, assim minimizando os problemas em grandes metrópoles.

Como funciona

O concreto permeável permite que a água das chuvas passe através dele e seja armazenada nas camadas inferiores do solo, até ser conduzida ao lençol freático ou então podendo ser estocada, para fins de reuso, através de um sistema de drenagem. Sem perder espaço de pavimentação, tem-se uma área pronta para absorver precipitações, evitando enchentes e realimentando o aquífero subterrâneo.

Locais para aplicação

O pavimento permeável não é resistente ao tráfego pesado e repetitivo dos veículos. Desta forma, deve ser utilizá-lo, por exemplo, em áreas de estacionamento, parque, jardins, via para pedestres, campo de futebol (abaixo da grama para drenagem), etc.

Desvantagens

Não tem função estrutural;
É mais caro comparado ao concreto convencional;
Necessita de uma preparação do local onde vai ser aplicado, assim aumentando a mão de obra;
Enquanto o concreto tradicional possui propriedades que o enrijecem com o passar dos tempos, tornando-o mais resistente, o concreto permeável acaba por granular e cria vazios em seus espaços. Por isso, o concreto permeável não substitui o concreto convencional em qualquer tipo de obra, visto que cada um tem seus benefícios e utilidades. Por isso, conhecer os materiais é essencial para melhor aplicá-los.

Concreto Pigmentado

Concreto Pigmentado

Quem nunca passou pela situação pintar uma área que não é tão utilizada (calçada, por exemplo) e em pouco tempo viu essa pintura se desgastar e ficar com aspecto de velha, obrigando assim, o dono a realizar uma manutenção periódica nesse local para manter a cor? É uma situação bastante comum e dispendiosa, mas o que a maioria das pessoas não sabe é que, existem no mercado, concretos já pigmentados de várias cores. Eles se mostram como uma solução para esses problemas de desgaste de pintura e ao mesmo tempo uma fuga do cinza padrão do concreto.

As principais vantagens da utilização do concreto já pigmentado (colorido) são:

  • A substituição de mão de obra para pintar a peça;
  • A durabilidade da coloração;
  • É de grande beleza estética;
  • Não tem necessidade de revestimentos, diminuindo a manutenção;
  • Reduz o tempo de obra;
  • A coloração não se desgasta com as intempéries (chuvas, ventos e ação solar);
  • O concreto ganha cor sem perder suas propriedades essenciais;
  • Auxilia na visualização (de pistas, ciclovias, lombadas, etc);
  • Tem várias opções de cores disponíveis.

A coloração do concreto é obtida através da adição de óxidos em sua mistura, no caso o óxido de ferro permite as cores amarelo, vermelho, preto e suas derivações (marrons), já o óxido de cromo cria o efeito de cor verde, a partir dessas cores primarias é possível desenvolver uma série de outras tonalidades.

Como o pigmento é uma adição que se acrescenta na mistura do concreto, é preciso manter um controle rígido sobre esse processo para que ele não altere a qualidade final do produto. Sua proporção deve ser de 1% ate 7% (nunca ultrapassando esse limite) em relação ao peso do cimento utilizado. A quantidade de agua, após ser definida, deve ser mantida rigorosamente para que se mantenha a mesma tonalidade na cor do concreto depois de pronto.

Após a aplicação do concreto pigmentado, é necessário realizar o processo de cura do concreto por 7 dias, que é o tempo que o concreto atinge entre 68% e 82% de sua resistência total (ABNT NBR 6118:2014, item 12.3.3). Após esse processo, pode ser aplicado um acabamento em verniz incolor ou acrílico, que serve como proteção mecânica da coloração do concreto.

Uma dica é a utilização do concreto pigmentado na confecção de telhas, assim evitar pinturas recorrentes, além disso, seu uso é ilimitado, estando presentes em fachadas, pontes, pisos, ciclovias, calçadas e marcações de áreas especificas.

Pensando em tudo isso, a G10 CONCRETO oferece todas as variedades de cores para concretos pigmentados, isso é uma opção para você que deseja o melhor resultado para sua obra.

Concretos especiais!

Concretos especiais!

Ao contrário do que muitos pensam, existem diferentes tipos de concreto, em relação à sua composição, pois ele é formulado, pensando no resultado final que se busca obter com ele.

Basicamente o que mais altera seu resultado final é o tipo de agregados que se utiliza em sua produção, Os agregados devem ser compostos por grãos de minerais duros, compactos, estáveis, duráveis e limpos, e não devem conter substâncias de natureza e em quantidade que possam afetar a hidratação e o endurecimento do cimento, a proteção da armadura contra a corrosão, a durabilidade ou, quando for requerido, o aspecto visual externo do concreto de acordo com a NBR 7211 (ABNT, 2005).

O agregado mais comum é a pedra britada, mas existem vários, podemos dividi-los em leves (argila expandida, pedra-pomes, vermiculita), normais (aqui se encaixa as pedras britadas, areias, seixos) e pesados (hematita, magnetita, barita).

Cada um deles ajuda na produção de um tipo diferente de concreto, o concreto produzido com argila expandida, por exemplo, é mais leve, pois diminui a massa específica do concreto, então, quando se deseja um conjunto de obra com peso reduzido, essa é a melhor escolha para agregado em seu concreto, além disso, esse tipo de agregado reduz os custos com a fundação de sua obra.

Já o seixo ralado, por exemplo, pode ser utilizado na produção do concreto sem maiores tratamentos além da lavagem e seleção, além disso, ele é encontrado e extraído de maneira descomplicada do fundo dos rios, esse tipo de agregado é comumente utilizado nas regiões norte e nordeste do Brasil, o ponto negativo de sua utilização é em relação a aderência dele com a matriz do concreto, porém já há estudos para solucionarem isso, a técnica de dopagem é um dos caminhos.

Ao contrário da argila, quando se deseja aumentar a densidade específica do concreto, então, deve-se utilizar um agregado pesado como a hematita, por exemplo, o concreto de alta densidade é capaz de substituir painéis de chumbo em locais onde se trabalha com aparelhos que emitem radiação.

Dessa maneira fica claro que é possível trabalhar as características do concreto, manipulando seus agregados de forma que o resultado seja favorável às características de cada obra, o concreto é o material básico da construção civil e assim como há uma gama bastante grande de necessidades nesse ramo, o concreto também pode sofrer igualmente variações e adequações.

Veja 6 tipos de concreto que poderão ser utilizados na sua obra

Veja 6 tipos de concreto que poderão ser utilizados na sua obra

Esse texto foi feito para aqueles que pensam que concreto é tudo a mesma coisa, que não tem diferença, saiba que tem sim e muita, na mesma quantidade das diferentes necessidades de cada obra.

Cada tipo de concreto possui uma finalidade diferente e é muito importante ter clareza do que se quer para sua obra para saber exatamente qual deles utilizar, existem vários tipos e muitos ainda podem ser adaptados para sanar necessidades específicas, aqui vamos dar alguns exemplos dos mais utilizados, vejamos:

Concreto Convencional

É o mais utilizado e certamente o mais conhecido quando o assunto é construção, ele possui consistência mais dura, geralmente é manuseado manualmente com auxílio de carrinhos de mão para o transporte.


Concreto Armado

Possui em seu interior barras de ferro que podem variar e espessura, esse tipo também é bastante utilizado em construção principalmente nas de grande porte, através de bons cálculos a utilização desse tipo de concreto pode representar economia para o construtor.


Concreto Protendido

É utilizado onde se tem a necessidade de maior flexão, ele representa um bom custo benefício, pois se feito adequadamente dispensa manutenção ao longo dos anos, é utilizado principalmente na fabricação de pré-moldados. Nesse tipo há a inserção de cabos de aço de alta resistência no concreto.


Concreto Leve

É feito com base em agregados mais leves, dessa forma sua massa final é de aproximadamente dois terços da densidade de um concreto feito com agregados naturais. Esse tipo reduz os custos com concreto e o peso final das estruturas.


Concreto bombeável

Esse tipo de concreto é produzido com certas características de fluidez para facilitar o processo de bombeamento através de tubulações, essas tubulações são ligadas a uma bomba de concreto que é alimentada pelo caminhão betoneira, simplificando, esse concreto deve ser um pouco mais líquido para facilitar o bombeamento, atualmente é muito utilizado na construção civil pela facilidade de manuseio.


Concreto Rolado

Esse é utilizado como base em pavimentações urbanas, pisos de estacionamentos e em barragens de grande porte.

Existem ainda concretos específicos para blindagem de radiação, nesse caso, são adicionados agregado naturais mais pesados, aumentando em cerca de 50% o peso final do concreto, essa ainda é uma das maneiras mais econômicas de se selar as construções que alocam materiais radioativos.


Bem, como ficou claro, são muitos os tipos de concretos e cada um deles oferece um resultado final diferente, cabe ao construtor identificar exatamente qual a necessidade de sua obra e a partir disso escolher o concreto mais adequado para ela.

Decoração com cimento queimado ou polido

Decoração com cimento queimado / polido

Se tratando de construção ou reforma, algo que não é novo, mas está em alta com cara de novidade é a utilização da técnica que deixa cimento com aspecto queimado, a ideia é que essa técnica seja usada também para decoração.

Como é criado o efeito de cimento queimado / polido?

O cimento queimado / polido é basicamente um composto de: cimento, areia e água, que juntos formam uma argamassa que será aplicada sobre uma superfície já nivelada, o objetivo é que o resultado fique o mais plano possível.

Após a aplicação surge o diferencial dessa técnica, com essa mistura nivelada e ainda úmida, joga-se pó de cimento por cima da superfície espalhando-o bem. Apesar do nome, em nenhum momento é usado fogo ou maçaricos nessa técnica.

Vantagens do uso do Cimento queimado / polido

Uma das vantagens da utilização dessa técnica é seu baixo custo, além é claro do contraponto perfeito entre o rústico e o sofisticado que é capaz de causar nos ambientes.

Onde usar o cimento queimado / polido na sua casa?

Você pode se fazer uso dessa técnica aplicando tanto no piso quanto nas paredes, além de poder ser colocado em cubas, banheiras, mesas, bancadas e etc.

Uma boa escolha é fazer uso dele no teto, ao invés das aplicações em gesso ou do branco simples. O cimento queimado / polido pode ser peça chave na hora de complementar a decoração do espaço, principalmente em áreas comuns, como salas de estar e de jantar também.

Dica massa

Combine o estilo rústico do cimento queimado / polido com luminárias modernas.

Deixe seu ambiente moderno e rústico ao mesmo tempo

Outro espaço no qual o uso do cimento queimado / polido é possível é nas áreas gourmets, nesse caso além da estética o uso dele acaba sendo útil, pois geralmente são áreas externas, onde o rústico se insere melhor, nesse caso as possibilidades de combinação com a decoração são ainda maiores, podendo ser aplicado nas paredes, pisos ou teto, mas não use em todos os lugares

Combine esse efeito rústico com objetos de decoração mais modernos, o uso do cimento queimado trará bastante sobriedade ao ambiente.

Como em todas as técnicas existem alguns pontos negativos, essa técnica pode não se dar bem em espaços muito úmidos, porém esse e outros fatores podem ser contornado se o trabalho for executado por um bom profissional. Então, se você está procurando um diferencial para a decoração da sua obra, fica aí uma excelente dica, com ótimo custo/benefício.

O tempo de cura do concreto

O tempo de cura do concreto

Para aqueles que estão acostumados a lidar com concreto e todas as suas fases, talvez esse assunto possa parecer um assunto simples, mas a cura do concreto é na verdade um procedimento decisivo para o bom resultado final da sua concretagem, você pode ter feito tudo certo até a aplicação do concreto nas estruturas, porém se descuidar se na hora da cura pode comprometer toda a sua obra.

Mas o que é exatamente a cura do concreto? É o processo de desaceleração da evaporação da água, permitindo a completa hidratação do cimento, que após misturar-se com a água libera calor através desta reação exotérmica, reação esta, que pode chegar a quase 85º Celsius em 4 (quatro) dias, causando fissuras internas e até externas à estrutura. A cura, então, consiste no procedimento de controle da umidade e da liberação do calor de hidratação desse concreto, o objetivo é evitar que o concreto perca água para o ambiente e retraia abruptamente, o que acarreta o surgimento de fissuras.

As consequências de uma cura mal feita ou mesmo não feita são terríveis para a obra, entre elas podemos citar:

  • Aumento da permeabilidade e da carbonatação;
  • Aumento de fissuras por retração hidráulica ou por secagem;
  • Redução da resistência e da durabilidade do concreto;

Para evitar esse tipo de contratempo à cura torna-se um procedimento indispensável, para realizar esse procedimento é interessante saber que, existem formas diferentes de fazê-lo, vamos citar aqui os três principais:

Cura úmida

Deve-se manter a superfície do concreto úmida por meio da aplicação de água na sua superfície, manter o concreto coberto com uma lâmina d’ água ou totalmente imerso em água para evitar que ocorra evaporação da mesma.

Cura química

Consiste em aplicar um produto que forma uma película na superfície do concreto e que impede que haja evaporação da água contida nele.

Cura térmica

Feita em câmaras, é feita em ciclos nos quais o concreto é aquecido e depois resfriado, isso garante a umidade necessária ao concreto, acelerando a velocidade de ganho de resistência pelo aquecimento. É considerada a cura mais eficiente e é muito utilizada em empresas que trabalham com concreto pré-moldado.

Por fim a dúvida que fica é: por quanto tempo devo realizar a cura? Como citado anteriormente, nos primeiros 4 (quatro) dias o concreto tem a maior liberação de calor de hidratação, portanto, é importante nesse período, realizar uma cura abundante para manter a umidade do local e reduzir seu calor de hidratação, e continuar por mais três dias com uma intensidade menor como diz a norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que o mínimo são 7 dias.

Abaixo listamos algumas Normas regulamentadoras que tratam desse assunto:

  • NBR 6118:2014, versão corrigida 2014 – Projeto de estruturas de concreto – Procedimento;
  • NBR 14931:2004 – Execução de estruturas de concreto – Procedimento.
Concreto usinado: Quais as vantagens para lajes e alicerce

Concreto usinado: Quais as vantagens para lajes e alicerce

A maneira como uma casa é construída varia bastante de caso para caso e o uso dos materiais também podem ser diversos. Um exemplo simples é o concreto que pode ser preparado na hora e na própria obra pelos profissionais da construção que estiverem trabalhando ou pode-se comprar o concreto pronto, ou concreto usinado, como é normalmente conhecido. A Grande maioria dos profissionais recomendam o concreto usinado para alicerce, laje e outras aplicações.

Praticidade

A vantagem do concreto usinado é praticidade, uma vez que o concreto vem pronto no caminhão betoneira, bastando apenas bombeá-lo nos locais desejados. Alternativamente ao bombeamento, pode-se distribuí-lo com o carrinho mesmo. Esta alternativa mais é indicada para alicerce, já que para a laje o bombeamento é quase obrigatório.

Rapidez

O concreto usinado proporciona rapidez na construção do alicerce ou da laje, por exemplo, bem como ele seca muito rápido no local. Isto é muito bom quando se tem pressa para terminar a obra. Em alguns casos o alicerce ou laje tem inicio pela manhã, e está pronto antes da hora do almoço.

Consistência

Aliás consistência é a palavra chave. Segundo profissionais da construção civil, uma das principais vantagens do concreto usinado é a sua consistência, uma vez que a mistura dele é altamente concentrada. Isto é indicado para alicerces, por exemplo que servirá como sustentação da casa.

Fonte: CasaDicas