Quais os custos e despesas diretas e indiretas de uma construção?

Quais os custos e despesas diretas e indiretas de uma construção?

Quando pensamos em iniciar uma construção, seja de grande ou de pequeno porte uma das dificuldades que a maioria das pessoas enfrentam é mensurar o custo total desse empreendimento, por isso é tão comum encontrarmos obras inacabadas e muitos construtores queixosos porque sua obra ou reforma não acaba nunca e já está muito mais cara do que o planejado.

Para estipular um valor a ser gasto que corresponderá à realidade encontrada ao final da obra deve-se conhecer bem os tipos de despesas que se terá.

O primeiro passo a ser dado é fazer um orçamento, com ele você saberá quais os custos que a obra terá, existem dois tipos de custos: os diretos e os indiretos, sendo:

Custos Diretos

Consistem nos custos relacionados aos serviços diretamente relacionados à obra, isto é, são custos obtidos pela soma de gastos com produtos e serviços utilizados diretamente na construção, por exemplo: escavações, concreto, armação, elevadores, quadros elétricos, cujos consumos são contabilizados com maior facilidade na unidade de medição e de pagamento dos serviços.

Custos Indiretos

Os custos indiretos são aqueles decorrentes de atividades e serviços que não estão diretamente relacionados com a obra, mas que contribuem indiretamente para a execução dos serviços utilizados nela. Por exemplo, o engenheiro residente, o gerador provisório de energia elétrica, o refeitório e o alojamento estão relacionados indiretamente com todos os serviços.

Impostos

São todas as taxas e tributos que se paga sobre todas as atividades relacionadas à execução da obra do início até o final.

Além disso, existe um cálculo, que no ramo da construção é chamado de BDI (Benefício e Despesas Indiretas), ele é uma margem usada para calcular o valor de venda de uma construção, porém ele pode ser utilizado para calcular o seu custo, ajudando assim na formulação de um orçamento mais real.

O BDI é a soma de todos os custos diretos e indiretos, juntamente com os impostos mais o lucro que se deseja obter com a venda da obra, para realizar seu cálculo é preciso ter todos os dados da obra em mãos, há uma série de manuais na internet instruindo como fazer esse cálculo.

Esses são os fatores principais a serem considerados no momento de elaborar um orçamento para sua obra, lembrando que cada obra deve ser avaliada individualmente. Dedicando tempo e esforço na hora da preparação do orçamento, será possível chegar ao fim da sua obra sem grandes surpresas.

Deixe uma resposta