SISTEMA DE REUTILIZAÇÃO DE ÁGUA

A G10 Concreto como sempre pensando em questões ambientais e de sustentabilidade, criou um sistema de reutilização de água.

Como funciona?
Possuímos poço artesiano e toda a água utilizada na empresa vem através deste, ao fazer as lavagens dos caminhões, a água é direcionada para alguns tanques, ela entra em processo de decantação e através de bombas são levadas para caixas d’água para serem reutilizadas nas lavagens dos veículos, instalações e equipamentos!

Observação Importante
Pelo fato da água desses tanques terem o PH acima de 8, ela se torna alcalina e com isso inibi a possibilidade de existirem criadouros para o mosquito da dengue.

Sustentabilidade na Construção Civil – Gestão de Resíduos

Sustentabilidade na Construção Civil – Gestão de Resíduos

A geração de resíduos é um dos principais problemas do setor da construção. Segundo o Ministério das Cidades, no Brasil, os resíduos da construção civil são responsáveis por mais da metade do volume de resíduos sólidos gerados em meio urbano.

Os resíduos gerados pela construção civil são prejudiciais tanto para as empresas geradoras como ao meio ambiente. Para as empresas causam um desconforto por muitas vezes não ter um local adequado para destinar os resíduos e pelo desperdício de materiais que poderiam ser utilizados em outro processo; já para o meio ambiente, os resíduos gerados contaminam o solo e o lençol freático por ter uma composição química inadequada, e muitas vezes esses resíduos viram entulhos que prejudicam o tráfego e a drenagem urbana favorecendo a multiplicação de vetores patogênicos: ratos, baratas, moscas, vermes, bactérias, fungos e vírus.

Se por um lado a indústria de construção civil tem como desvantagem produzir resíduos em quase todos os seus processos; por outro, tem como vantagem a capacidade de reutilizar quase que totalmente os resíduos que produz.

Hoje existem muitos estudos referente a reutilização de resíduo na construção civil, o que favorece as empresas e o meio ambiente pois não há desperdício de agregados, diminuindo o processo de extração dos agregados e, minimizando os impactos ambientais gerados pela construção civil.

A G10 concreto é uma empresa que realiza o gerenciamento de seus resíduos, praticando a sustentabilidade e pensando no bem-estar social e ambiental. Atualmente é realizada a coleta seletiva, onde é separado o resíduo orgânico do reciclável; os resíduos contaminados com óleos e graxas são destinados para uma empresa autorizada e certificada para realizar a coleta; reutiliza a água utilizada para lavagem dos caminhões betoneiras e; recicla os agregados (britas) gerados com a sobra de concreto através da lavagem do balão betoneira em um equipamento separador.

Existem várias ações para se trabalhar lidando com os conceitos de sustentabilidade, mas, com estudo e planejamento é possível estabelecer ações que se adequem melhor aos processos e não prejudiquem as empresas e o meio ambiente.

Resultados positivos da Sustentabilidade

Resultados positivos da sustentabilidade

Atualmente as empresas são muito cobradas para fazerem uma gestão sustentável de sua produção e prestação de serviços, já é quase uma exigência para manter-se forte no mercado atual, porém em alguns casos não está muito claro quais são as vantagens para a própria empresa ao adotar essa política sustentável, os benefícios para a sociedade e meio ambiente são inegáveis, mas qual é o resultado positivo diretamente ligado à empresa?

Economia

Primeiramente é preciso ter em mente que uma gestão sustentável, se bem aplicada em uma empresa irá produzir economia nos seus mais variados setores, desde a troca do copo descartável por canecas permanentes, até o correto descarte dos resíduos ou o reaproveitamento desses, ou seja, a sustentabilidade sempre será sinônima de economia, mesmo que a longo prazo, sendo assim é algo positivo e desejável para as empresas.

Permanência

A ideia principal da sustentabilidade é desenvolver ações que possam ser mantidas por um longo período de tempo, ou seja, ações que não esgotem recursos, que possam ser realizadas por gerações sem prejuízo para o meio ambiente ou para a sociedade, essa também é a meta de todas as empresas, que suas ações possam durar por gerações, sendo assim a associação de ideias é bem vinda.

Avaliação

A BM&FBOVESPA criou em 2005 um índice, o ISE (índice de Sustentabilidade Empresarial) que é uma ferramenta de análise comparativa de desempenho de empresas listadas na Bolsa sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, ou seja, já é possível avaliar os pontos positivos da sustentabilidade em critérios quantitativos e qualitativos e essa ação não é algo nacional é um caminho internacional de avaliação de empresas no quesito sustentabilidade, prova disso é o Dow Jones Sustainability Index e o FTSE for Good.

Sendo assim, as ações em busca da sustentabilidade e dos pontos positivos que ela traz são muitas e para ajudar nisso, deixamos aqui quatro verbos que devem ser sempre utilizados: Repensar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

Repensar

É preciso sempre pensar nos processos e analisar como podem ser dinamizados para que haja economia e menos desperdício.

Reduzir

Com a correta utilização do primeiro verbo será possível reduzir recursos naturais, custos e economizar em todos os sentidos.

Reutilizar

Desenvolver uma política consciente do uso dos recursos disponíveis, nem tudo que já foi utilizado precisa necessariamente ser descartado, por fim:

Reciclar

É preciso mudar o conceito de lixo, criar a consciência de que o planeta é limitado e que deve ser preservado.

A G10 Concreto atua no setor da construção civil buscando sempre desenvolver políticas que promovam a sustentabilidade, na certeza de que os resultados sempre serão positivos.

Sustentabilidade na construção civil – Como praticar

Sustentabilidade na construção civil – Como praticar

O assunto sustentabilidade vem sendo amplamente discutido desde a década de 80 e ainda hoje é um conceito não totalmente aplicado.

A necessidade de se por em prática não se discute mais, pois é consenso de que é imprescindível para a sobrevivência da raça humana na terra, porém a dificuldade surge na hora de por em prática.

Hoje falaremos especificamente desse conceito aplicado à construção civil.

Pode não parecer, mas a construção civil responde por 40% do consumo mundial de energia, por 16% da água utilizada no mundo, consome ainda 40% das pedras e areia utilizados por ano, além de ser responsável por 25% da extração de madeira anualmente. Que o conceito da sustentabilidade precisa ser aplicado nesse setor não há dúvidas, porém como fazê-lo? Para sanar isso é preciso primeiro conhecer o conceito de sustentabilidade.

O que é ser sustentável?

Resumidamente ser sustentável é explorar e utilizar os recursos no presente de maneira que isso não afete o futuro da humanidade e a conservação do planeta. Para explorar esse conceito na construção civil é preciso pensar em três etapas.

Primeira etapa para praticar a sustentabilidade na construção civil.

O primeiro passo acontece antes da construção em si, procure por empresas que sejam sustentáveis para fornecer os materiais ou serviços necessários à obra, é fundamental montar um projeto de construção, estudando se o terreno no qual se pretende construir a fim de se constatar se aquela construção de alguma maneira agredirá o meio ambiente, também é preciso fazer um estudo dos materiais que serão utilizados, dando preferência àqueles menos danosos ao meio ambiente e produzidos também de maneira sustentável.

A G10 Concreto é uma empresa que tem praticado a sustentabilidade fazendo uso de energia limpa e renovável em suas usinas.

Segunda etapa, agora você já estará construindo.

A segunda etapa ocorre na hora de construir, pois essa tarefa deve também ser pensada de maneira a economizar recursos, preservar o meio ambiente e também reaproveitar o máximo possível os recursos utilizados, além disso, é preciso ter um cuidado especial na hora do descarte de resíduos, o ideal é que se faça o reaproveitamento dos materiais que seriam descartados, mas quando não for possível, eles devem ser descartados de maneira adequada.

Terceira etapa, aproveitando os recursos naturais

A terceira etapa, que na verdade permeia as outras duas, trata da construção de meios que possam tornar o uso da obra principal mais sustentável e econômico, por exemplo: a construção de uma cisterna para reaproveitamento da água da chuva, ou mini estações de tratamento de água em grandes construções, instalação de painéis solares para que se possa fazer uso dessa energia que é considerada uma das mais limpas.

As ações são diversas, mas com estudo e planejamento adequado é possível construir de maneira sustentável.